Próxima página Página anterior

Inovação, para mim, é criar. Não basta só ter uma ideia, é preciso executá-la. Quando montei meu negócio tentei deixá-lo o mais parecido com o que penso e com o que gosto de fazer, analisando também as oportunidades do mercado.

André Laiza (29 anos) é empreendedor e cliente da Brasilprev há mais de cinco anos.


Área 21: realizado em parceria com o Instituto Tellus, o projeto prevê a construção de um laboratório de criatividade como modo de fomentar a cultura de inovação entre jovens que vivem em situação de vulnerabilida.

Relacionamento com Stakeholders

Introdução


A busca por uma gestão responsável – definida como uma das prioridades de sustentabilidade da companhia – embasa o relacionamento da Brasilprev com seus stakeholders e suas práticas voltadas à preservação do meio ambiente. Essa atuação está formalizada na Carta de Diretrizes e na Política de Sustentabilidade. Entre os princípios que norteiam esse posicionamento estão:

  • Atuar para gerar valor a todos os seus públicos de relacionamento.
  • Buscar continuamente incorporar em suas atividades diárias e em seus processos práticas que promovam o desenvolvimento sustentável.
  • Promover o diálogo ético e transparente em todas as relações.
  • Conscientizar e engajar seus colaboradores e parceiros de negócios com relação ao papel da sustentabilidade para a perenidade da empresa.
  • Valorizar oportunidades de negócio que possam contribuir para o desenvolvimento sustentável.
  • Promover a gestão responsável da carteira de investimentos, tendo em vista o dever fiduciário e os compromissos assumidos com os stakeholders, além do papel de investidor institucional da companhia.
  • Integrar iniciativas públicas voltadas ao tema sustentabilidade, assumindo compromissos com questões relevantes ao negócio da companhia.
  • Cooperar com outras organizações em iniciativas que visem encontrar soluções para desafios comuns que contribuam para o desenvolvimento sustentável das pessoas e do País.
  • Divulgar publicamente as Diretrizes de Sustentabilidade adotadas pela organização, bem como comunicar periodicamente a evolução de práticas da empresa que contribuam para o alcance de sua visão.

Em paralelo, a companhia monitora a forma como o desempenho, os produtos, os serviços e as práticas de gestão são percebidos pelos públicos de relacionamento. Além de revelarem o grau de satisfação, os resultados subsidiam a identificação de oportunidades de aperfeiçoamento e o estreito conhecimento das necessidades e percepções.

Os stakeholders da companhia são acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores, regulador, entidades e governo, sociedade e meio ambiente. Eles foram definidos por meio de avaliação interna, que priorizou aqueles que mantêm diálogo e relacionamento frequentes.GRI 102-40 | 102-42

A abordagem e a periodicidade do engajamento desses stakeholders, assim como os principais tópicos e preocupações levantados, estão descritas ao longo deste relatório, no qual são expostas as iniciativas específicas de relacionamento com cada um dos públicos de acordo com a estratégia da companhia.GRI 102-43 | 102-44

Compromissos Voluntários GRI 102-12

A Brasilprev integra e subscreve compromissos e acordos voluntários com instituições e organizações com as quais compartilha princípios e valores a fim de exercer seu papel de agente transformador na sociedade. Também incentiva seus fornecedores a participar das iniciativas ou incorporar em seus negócios práticas alinhadas às seguintes convenções:

  • Pacto Global, desde 2008
  • Princípios para o Investimento Responsável (PRI), desde 2016
  • Carbon Disclosure Program (CDP), desde 2005
  • Declaração sobre Títulos Verdes, desde 2016
  • Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, desde 2009
  • Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente e Programa Empresa Amiga da Criança, desde 2009

Acionistas

A relação da Brasilprev com seus acionistas é pautada pelos princípios estabelecidos na Política de Governança Corporativa da companhia, refletidos também na Carta de Diretrizes de Sustentabilidade. Gerar resultados crescentes e sustentáveis e manter uma relação de equidade, primando pela transparência, prestação de contas e responsabilidade corporativa do relacionamento, são compromissos da Brasilprev com esse stakeholder.

O suporte e a participação dos acionistas são fundamentais para a tomada de decisões acertadas. Anualmente, são realizadas as reuniões da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária, ocasiões em que são discutidos assuntos estratégicos, como ocupação de cargos eletivos e aprovação de modificações no estatuto e na prestação de contas (saiba mais em Governança Corporativa).

ClientesGRI 103-2 | 103-3

Como formalizado no Mapa Estratégico, para a Brasilprev o cliente está em primeiro lugar, o que implica buscar continuamente novas possibilidades de interação que facilitem a experiência desse público com a empresa. Para guiar as ações nesse sentido, a companhia conta com uma Régua de Relacionamento, que visa estabelecer um fluxo de comunicação e consultoria com o cliente durante toda sua jornada na companhia.

Além disso, a Brasilprev vem trabalhando em uma série de iniciativas que reforçam o olhar da companhia para o ambiente digital. Nesse sentido, em 2017 foi lançado o um simulador para clientes, uma ferramenta rápida e intuitiva que simula a reserva projetada e os auxilia a adequarem o plano de acordo com o objetivo desejado. Outra novidade é o novo APP Brasilprev, que expõe ao usuário o status do seu plano de acordo com o projeto de vida cadastrado. A ferramenta permite consulta ao saldo e extrato e, em 2018, permitirá também simular, contratar, resgatar e realizar outros serviços por esse meio. O terceiro lançamento é a SIL, consultora digital que traz a experiência de interação e orientação durante todo o período de relacionamento – da contratação à utilização dos recursos – seja por celular, tablet ou mesmo desktop.

Outra evolução no período, com foco nos clientes, foi a disponibilização das informações da Brasilprev no Extrato Unificado do Banco do Brasil (BB). Assim, o participante visualiza em um só documento as informações de todos os seus investimentos, incluindo o plano de previdência. No âmbito da Central de Relacionamento com o Cliente (CRC), uma série de entregas foi incorporada à atividade da área a fim de melhorar a experiência dos participantes com a companhia (saiba mais em Central de Relacionamento com Clientes).

A Brasilprev também respondeu de maneira assertiva ao cenário econômico de queda na taxa Selic, que lançou, em setembro, fundos de renda fixa com estratégias diferenciadas e reformulou os fundos multimercados. Entre essas opções estão os investimentos no exterior, iniciativa pioneira no mercado de previdência privada. Com essas novidades, os participantes passam a acessar uma grade mais ampla de oportunidades, tanto no mercado local quanto no estrangeiro, o que permitiu maior diversificação na alocação de recursos (saiba mais em Família de Fundos).

Para prestar consultoria especializada e oferecer o melhor produto de acordo com o perfil e o momento de cada cliente, a empresa conta com uma equipe de 133 consultores, certificados pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) nos programas Certificação Profissional Anbima (CPA 10 e CPA 20). Além disso, em 2017 mais cinco consultores conquistaram a Certified Financial Planner (CFP®), uma das principais certificações internacionais do mercado financeiro, um total de 30 profissionais já atestados. A Brasilprev tornou-se, assim, a empresa de previdência privada com o maior número de planejadores financeiros com a certificação internacional CFP®.

Em 2017, os consultores ganharam mais suporte para prestarem os atendimentos com a criação de uma equipe especializada em finanças e dedicada a elaborar relatórios analíticos para os clientes. Entre os materiais gerados estão análises comparativas entre fundos, indicadores econômicos e rentabilidades.

Continuando o trabalho de aculturamento de todos os colaboradores em relação aos clientes, a empresa realizou em setembro a terceira edição da Semana do Cliente, que abordou tendências sobre o comportamento do consumidor e casos de sucesso na experiência desse público com as organizações.

Clientes Corporativos

Além de prestar consultoria às empresas e aos seus colaboradores, em 2017 a Brasilprev promoveu uma série de palestras para os clientes corporativos sobre a reforma da previdência. A empresa também manteve suas ações de educação financeira e formação de cultura previdenciária para os colaboradores dos clientes corporativos, entre elas:

Curso on-line: a plataforma Meu Projeto de Vida contempla módulo sobre planejamento orçamentário. O serviço é disponibilizado também para prospects.

Workshop Melhores Escolhas: direcionado aos que estão próximos da finalização do ciclo laboral e da realização do projeto de vida, aborda, entre outros temas, as mudanças nas finanças na fase pós-laboral, a educação previdenciária e a formação e preservação de reservas financeiras.

Hotsite exclusivo: para orientar colaboradores que deixam as empresas, mas pretendem continuar contribuindo para o plano.

Central de Relacionamento com Clientes

Em 2017, um dos destaques da Central de Relacionamento com Clientes (CRC) foi a integração das Unidades de Resposta Audível (URAs) da Brasilprev e do Banco do Brasil para a solicitação de resgates, o que eliminou a necessidade da confirmação de dados primários, secundários e randômicos para a liberação da operação. Uma das melhorias decorrentes foi a diminuição de cerca de dois minutos no tempo da ligação.

No período, a CRC atendeu mais de 970 mil ligações, 7 mil contatos via chat e recebeu por volta de 22 mil e-mails. Reafirmando o compromisso com a qualidade, foram renovadas as certificações ISO 9001:2015 – que atesta o compromisso dos gestores com a padronização dos processos – e Probare (Programa Brasileiro de Auto-Regulamentação) nas categorias Código de Ética e Maturidade de Gestão, que corroboram a excelência de seu desempenho.

Central de Relacionamento com Cliente (em números – mil)
  2014 2015 2016 2017
Ligações 775 853 892 977
E-mails 45 26 23 22
Atendimentos via chat 13 9 13 7
Total 833 888 928 1.006

Ouvidoria

É certificada desde 2008 pela International Organization Standardization (ISO) e, em 2017, foi recertificada na ISO 9001, versão 2015, com foco na contribuição para a mitigação de riscos. Conquistou também a certificação ISO 10002, direcionada a gestão da qualidade, satisfação do cliente e tratamento de reclamações. Auditada pela British Standarts Institution (BSI), obteve ainda a acreditação nacional e internacional com 100% de conformidade. A Ouvidoria é também signatária dos princípios de mediação da Associação Internacional de Ombudsman (IOA) e da Associação Brasileira de Ouvidores (ABO) (saiba mais em Governança Corporativa).

Site Brasilprev

O amplo leque de serviços unido a uma linguagem de fácil entendimento faz do portal Brasilprev um importante canal de relacionamento com os clientes e também aos interessados em conhecer mais sobre previdência complementar. Em 2017, a plataforma teve mais de 2,3 milhões de acessos, com queda de 11% na comparação com o ano anterior. Já a seção exclusiva para clientes, que permite gerar boletos para aportes extras, fazer simulações, obter informações sobre a rentabilidade dos fundos, consultar extratos, entre outras funcionalidades, recebeu mais de 496 mil acessos no ano, 24% mais do que em 2016.

Serviços Brasilprev no Mobile BB

Sete anos após o lançamento da operação da Brasilprev no Autoatendimento BB pelo celular, do Banco do Brasil, a companhia registrou quase 10 milhões de transações por esse meio, dado 58% maior que o verificado no ano anterior. Os números de evolução relativos a demonstrativo financeiro (65,6%) e consulta à rentabilidade dos fundos (42,8%) são os destaques no período.

Terminais de Autoatendimento do Banco do Brasil

Presente em 99,8% dos municípios e com 40 mil unidades, os terminais de autoatendimento do BB são mais uma opção para consultas dos clientes da Brasilprev. Em 2017, foram realizados 910 mil acessos, aumento de 21% em relação a 2016.

SMS

O serviço de SMS, que inclui mensagens sobre saldos, resgates, documentos pendentes e códigos de barras para os pagamentos de contribuições, registrou um total de 416 mil cadastrados no serviço até o fechamento de 2017.

AcessibilidadeGRI FS14

As agências do Banco do Brasil, principal canal de distribuição dos planos Brasilprev, seguem as Normas Técnicas de Acessibilidade da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e dispõem de atendimento prioritário às Pessoas com Deficiência (PCD) ou mobilidade reduzida (temporária ou definitiva), idosos, gestantes, lactantes e aos que estão com crianças de colo. Há facilidade de circulação e de acesso às dependências, aos guichês de caixa e aos terminais de autoatendimento para PCD ou pessoas com mobilidade reduzida, assim como prestação de informações sobre procedimentos operacionais aos que possuem deficiências visuais e auditivas. Além disso, os demais canais do BB são dotados de recursos para garantir a acessibilidade, como o autoatendimento pela internet, que facilita a interface com os softwares leitores de tela mais utilizados no mercado. A alta capilaridade do BB possibilita ainda a inclusão de moradores de cidades com baixa densidade populacional ou economicamente desfavorecidas ao mercado de previdência privada.

A sede da Brasilprev detém o Selo de Acessibilidade para PCDs da Prefeitura Municipal de São Paulo. Para isso, a empresa realizou várias adaptações para se adequar às exigências da norma NBR 9050, entre elas: calçada adequada no entorno, vagas adaptadas nos estacionamentos do térreo e subsolo, dois elevadores com barras laterais, avisos sonoros e botões em Braille e demarcação de pisos táteis para deficientes visuais.

A Central de Relacionamento com Cliente e a Ouvidoria da Brasilprev também são acessíveis, com número de telefone exclusivo para deficientes auditivos ou de fala, bem como um chat específico (saiba mais sobre esses canais em Central de Relacionamento com Clientes e Ouvidoria).

Ações de Relacionamento

A Brasilprev realiza uma série de eventos voltados para relacionamento com clientes. Em 2017, foram ministradas palestras sobre o cenário econômico, planejamento sucessório e tributário, além de um evento especial com o economista Paulo Henrique Amorim (saiba mais em Formação de Cultura Previdenciária).

A companhia também promoveu sessões de eventos culturais e esportivos a fim de estreitar o vínculo com seu público.

Apoio aos Gerentes do BB

Os 133 consultores da Brasilprev, alocados em todas as regiões do País, atuam de forma conjunta com os gerentes do BB para prestar a melhor consultoria aos clientes. Eles contam ainda com uma equipe dedicada que atende demandas por telefone ou videoconferência. Esse time é capacitado constantemente para aperfeiçoar seus conhecimentos e oferecer informações precisas por meio de visitas e apresentações. Entre as ações promovidas no período, destacam-se:

Capacitações: foram realizados 309 treinamentos presenciais para os gerentes das agências, que envolveram 4,2 mil participantes, além de 141 cursos remotos realizados por 2,8 mil executivos.

Jornada da Seguridade: envolveu profissionais das superintendências do BB por todo o País para tratarem de seguros, previdência e capitalização. Em paralelo, uma segunda edição da iniciativa foi transmitida pela TV Brasilprev, o que impactou gerentes do Banco do Brasil (saiba mais em Formação de Cultura Previdenciária).

Cafés Consultivos: foram mais de 1.100 encontros que reuniram gerentes e clientes para gerar conhecimento sobre previdência e prestar consultoria.

Novos fundos: para apresentar a nova família de fundos, foram realizados 14 eventos, que impactaram clientes e força de vendas (saiba mais em Formação de Cultura Previdenciária).

Pesquisas de Satisfação

Avaliar a satisfação dos clientes é essencial para a Brasilprev poder aperfeiçoar continuamente seus produtos e serviços. Com essa finalidade, a companhia conta com o Ciclo de Satisfação, que é realizado em três etapas:

Pesquisa anual de satisfação: estudo quantitativo, com um grande número de pessoas para mapear a visão do cliente com relação aos produtos e aos serviços da Brasilprev.

Entrevista em profundidade: consulta a um grupo específico de participantes que revelaram algum grau de insatisfação na etapa anterior.

Pesquisas pontuais: para aprofundamento de temas analisados como prioritários pelas pesquisas anteriores.

Para mensurar a satisfação geral ou com algum atributo específico, a empresa utiliza uma escala de 11 pontos (de 0 a 10). As notas situadas no intervalo de 0 a 6 caracterizam insatisfação; as de 7 e 8, satisfação; e as de 9 e 10, encantamento. A companhia também utiliza a metodologia de avaliação conhecida como Net Promoter Score (NPS), que considera como resultado a diferença entre o número de clientes promotores e o total de detratores na pergunta de recomendação (se os clientes recomendariam a companhia para amigos, conhecidos ou parentes).

Pesquisa anual de satisfação (referente ao ciclo de 2017 e realizada em 2017): a pesquisa realizada em 2017, em conjunto com o Instituto Innovare Pesquisa, consultou em torno de 2.400 clientes (pessoa física e jurídica – PF e PJ) em todas as regiões do Brasil por meio telefônico. O índice de satisfação dos entrevistados, quanto aos produtos e serviços oferecidos pela Brasilprev, situou-se em 77% para PF e em 73% para PJ (em 2016 essa avaliação foi de 80% e 70%, respectivamente).

Os resultados apontaram que os principais fatores positivos continuam sendo a segurança de uma marca forte associada ao Banco do Brasil e a visão de garantia de futuro que os planos da Brasilprev oferecem. Em relação aos principais pontos de atenção estão as taxas e a rentabilidade dos planos.

Já o NPS ficou em 25 p.p. para clientes PF, variação de 4 p.p. em relação a 2016. No caso dos planos de PJ, o resultado foi 11 p.p., 7 p.p. menor que no período anterior.

Resultados do Net Promoter Score (NPS) – %
  2014 2015 2016 2017
Pessoa física 33 33 29  25
Variação pessoa física 2 0 4  (5)
Pessoa jurídica 32 33 18  11
Variação pessoa jurídica (3) 1 15 (8)

As duas outras fases do Ciclo de Satisfação de 2017 serão realizadas no exercício de 2018.

Pesquisa de Satisfação com a Central de Relacionamento com Clientes: ao fim das ligações com a Central de Relacionamento com Clientes, o participante tem a opção de avaliar o serviço recebido. Em 2017, 52% aceitaram responder à pesquisa, com nota média de satisfação de 9,3 (0,1 p.p. a menos que em 2016).

Pesquisa de Satisfação do RH de clientes corporativos: na pesquisa de 2017, feita com gerentes de Recursos Humanos responsáveis pela administração dos planos de suas empresas, 95% se declararam entre satisfeitos e encantados com o atendimento recebido dos analistas da Brasilprev, responsáveis pela gestão de planos de previdência customizados. Apesar da leve queda, o índice registrou aumento de 5 pontos percentuais entre os clientes encantados com o atendimento. No ano anterior a avaliação foi de 97%.

Satisfação de gerentes do Banco do Brasil: visa aferir a percepção sobre a qualidade do suporte às vendas e aos serviços oferecidos a esse público. Em 2017, o estudo registrou 94% de satisfação dos gerentes PF (leve baixa de 1 p.p. em relação a 2016) e 95% dos PJ (aumento de 1 p.p. em relação ao exercício passado), o que indicou a manutenção de pontos fortes como o desempenho dos planos e rentabilidade, além do atendimento do consultor durante a contratação e no pós-venda.

Entrevistas em profundidade e Pesquisas pontuais do Ciclo Satisfação de 2016, realizadas em 2017:

Entrevista em profundidade (referente ao ciclo de 2016 e realizada em 2017): a pesquisa realizada em 2017, em conjunto com o Instituto LIGA Pesquisa, teve o objetivo de entender em profundidade os pontos de insatisfação demonstrados por 36 clientes na Pesquisa Anual de Satisfação do ano de 2016. Os resultados apontam que esses clientes gostariam de receber mais informações sobre os planos, ponto que está sendo tratado por meio de diversas melhorias implantadas, como o novo APP Brasilprev.

Pesquisas pontuais (referentes ao ciclo de 2016 e realizadas em 2017): em 2017 ocorreu a terceira etapa do Ciclo de Satisfação do ano de 2016. Nessa parte do processo, foram realizadas entrevistas com RHs de grandes empresas clientes, que abordaram itens que influenciam a recomendação dos serviços da Brasilprev, como a satisfação com produtos e serviços e a comunicação com a Brasilprev.

ColaboradoresGRI 103-2 | 103-3

Ciente da importância decisiva dos colaboradores para seus resultados, a Brasilprev busca engajar seus profissionais por meio de boas práticas de gestão que contemplam o desenvolvimento, o diálogo aberto, a equidade, a promoção de um ambiente saudável de trabalho, entre outros aspectos. Fruto dessa atuação, a companhia foi reconhecida, pelo segundo ano consecutivo, como uma das 150 Melhores Empresas para Você Trabalhar (saiba mais em Prêmios e Reconhecimentos).

No fim de 2017, a companhia contava com uma equipe de 646 profissionais, entre seis diretores estatutários, 595 colaboradores efetivos – regidos pela Confederação das Leis de Trabalho (CLT) e que trabalham em período integral –, 18 estagiários, quatro aprendizes e 23 jovens cidadãos.

As tabelas abaixo apresentam a divisão do público interno por contrato de trabalho, gênero, região e faixa etária.



Total de colaboradores por contrato de trabalho e gêneroGRI 102-8 | 405-1

*Entre os gestores que compõem o quadro de colaboradores efeSipatmativos, 53% são do sexo masculino e 47% do sexo feminino.



Total de colaboradores por gênero e regiãoGRI 102-8 | 405-1



Colaboradores por categoria funcional e faixa etária* (%)GRI 405-1

* A divisão dos colaboradores por categoria funcional e faixa etária passou a ser monitorada em 2017, por isso não há apresentação de dados de anos anteriores.

Valorização Profissional GRI 103-2 | 103-3

A Brasilprev promove uma cultura de reconhecimento e alta performance que contribui para os bons resultados da organização e dos colaboradores. Como forma de atrair, manter e desenvolver talentos, a companhia investe em educação corporativa, avaliação de desempenho periódica, práticas de aculturamento organizacional, promoção da qualidade de vida entre outras ações. Uma iniciativa que evidencia essa atuação é a implantação do modelo home office, em 2017, visando promover o bem-estar, contribuir para a mobilidade urbana e obter ganhos em eficiência operacional. Na primeira pesquisa de avaliação deste tema, foram registrados índices de 86% de aceitação entre os gestores e de 97% entre os demais participantes.

No período também foi concluída uma revisitação das instalações da sede da companhia que tornou os ambientes mais modernos e inovadores. Entre as novidades estão o lançamento de um auditório com capacidade para 120 pessoas e tela de LED com alta resolução e mais sustentável, pois essa tecnologia não utiliza componentes químicos e não emite calor. Também foi criado o Espaço Inovar com estrutura lúdica e interativa que facilita a criação e o desenvolvimento de negócios, projetos e produtos.

As tabelas a seguir apresentam os dados de rotatividade por faixa etária, gênero e região:

Novas contratações de colaboradores e turnoverGRI 401-1
  2014 2015 2016 2017
Número total de novos colaboradores 93 72 116 122
Taxa de novas contratações (%)1 16,8 13,14 19,91  19,02
Faixa etária – menos de 30 anos 42 34 45 69
Faixa etária – de 30 a 50 anos 43 36 65  46
Faixa etária – mais de 50 anos 8 2 6 7
Mulheres 44 36 43 60
Homens 49 36 73 62
Sul 2 1 5 2
Sudeste 85 67 106 118
Centro-Oeste 4 2 2 1
Norte 2 0 2 0
Nordeste 0 2 1 1
         
Número total de pessoas que saíram da companhia 67 73 68 101
Rotatividade (turnover – %)2 1,21 1,14 1,32 1,45
Faixa etária – menos de 30 anos 20 20 17 40
Faixa etária – de 30 a 50 anos 37 48 46 46
Faixa etária – mais de 50 anos 10 5 5 15
Mulheres 28 33 31 50
Homens 39 40 37 51
Sul   1 0 1
Sudeste 67 70 68 93
Centro-Oeste   2 0 3
Norte   0 0 1
Nordeste   0  0 3

1. Para o cálculo da taxa de novas contratações (%) foi utilizada a seguinte fórmula: (Quantidade de admissões no ano / Quantidade média de funcionário).
2. Para o cálculo de rotatividade (turnover – %) foi utilizada a seguinte fórmula: (Quantidade média de admissões no ano + Quantidade média de demissões no ano) / 2) / Quantidade média de funcionário).


Outra ação realizada em 2017 foi a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho e Meio Ambiente (Sipatma) com o tema “Desperte para novas atitudes”. O tema meio ambiente foi incorporado pela primeira vez à atividade, em linha com uma das prioridades de atuação em sustentabilidade da Brasilprev: a gestão responsável.

O evento contou com campanha de doação de sangue, curso de primeiros socorros, ginástica laboral e sessões de massoterapia realizada por profissionais com deficiência visual. Além disso, a abordagem do consumo consciente a partir do conceito dos 4Rs (repensar, reduzir, reutilizar e reciclar) foi realizada por meio um workshop de cozinha experimental com dicas para o aproveitamento integral dos alimentos, games e palestras.

Como reflexo das ações como foco na saúde e segurança dos colaboradores, em 2017 não foi registrado nenhum caso de doença ocupacional ou óbito. Foram contabilizados 2.141 dias de absenteísmo.GRI 403-2

Desenvolvimento e Capacitação GRI 103-2 | 103-3

A Brasilprev estimula o desenvolvimento de seus colaboradores por meio de ações presenciais e on-line, internas e externas como treinamentos, workshops, palestras, fóruns e outros eventos. As atividades são planejadas a partir da Avaliação de Desempenho do profissional, do Plano de Desenvolvimento Individual, dos apontamentos na Pesquisa de Clima Organizacional e também em linha com os direcionadores estratégicos da companhia.

O Núcleo de Desenvolvimento é a plataforma digital que oferece conteúdos aderentes às competências esperadas de cada colaborador (conhecimentos, habilidades e atitudes) e conta com uma trilha de aprendizagem estruturada de acordo com o cargo e área de atuação. No período, os programas contaram com mais de 14.750 participações, das quais cerca de 9.780 pelo e-learning, o que significa aumento de 60% na comparação com o período anterior.

Entre as ferramentas disponibilizadas pelo Núcleo de Desenvolvimento estão a Videoteca, em que é possível acessar vídeos de treinamentos e pesquisas de materiais complementares, e a Biblioteca Virtual, espaço onde estão arquivados todos os materiais de treinamentos, apresentações e textos, entre outros, que podem ser acessados por todos os colaboradores.

No período, foram contabilizados 323 treinamentos presenciais, sendo 68% relacionados a temas técnicos, 12% a assuntos corporativos como sustentabilidade e liderança, além dos temas estratégicos como inovação, com 7% e clientes, com 5%. Além destes, 41 cursos on-line (e-learnings) foram disponibilizados aos colaboradores.

Ao final, somando todas as capacitações – cujo monitoramento foi aprimorado no último ano -, a companhia registrou mais de 42 mil horas de treinamento. Isso representa uma evolução de 156% em comparação ao período anterior e aumento na média de ações educacionais por colaborador passando de nove para 24. Confira a seguir o número de horas de treinamento ofertado no ano pela companhia:

Número de horas de treinamento/ano por colaborador*GRI 404-1
Categoria funcional Total de colaboradores (média de horas frequentadas) Total de mulheres (média de horas frequentadas) Total de homens (média de horas frequentadas)
  2015 2016 2017 2015 2016 2017 2015 2016 2017
Estratégico 18 83 73 43 98 73 8 76  73
Tático 17 48 38 16 54 24 17 45  47
Especialista 3 20 64 4 10 66 2 25  63
Administrativo/Técnico 9 43 73 9 98 65 9 42  76
Total 10 45 71 10 46 71 10 44 71

* O indicador passou a ser monitorado em 2015.

Ainda como forma de promover o desenvolvimento e a capacitação dos profissionais, a companhia também oferece o Programa de Subsídio Educacional, que contempla cursos de graduação, pós-graduação e do idioma inglês. Em 2017, a empresa beneficiou 70 colaboradores bolsistas com um investimento total de R$ 484.081.

Também foram disponibilizados três workshops com foco na preparação para o momento de aposentadoria. A atividade foi estruturada com base em três temas: Psicossocial, Educação Financeira e Qualidade de Vida e teve como objetivo a conscientização sobre as principais mudanças que ocorrem no encerramento do ciclo laboral e a necessidade de planejamento para esse momento, especialmente para a viabilização de projetos de vida. A iniciativa teve avaliação geral de 9,2.GRI 404-2

Por fim, alinhado ao pilar de Capacitação do Programa de Inovação, 25 colaboradores foram designados a participar de uma capacitação em design de inovação e serviços. O objetivo é que os metadesigners (como são chamados os participantes) sejam multiplicadores das metodologias de Inovação.

Programa de Estágio

Aos estudantes que ingressam na companhia para o período de estágio, o processo de aprendizagem e desenvolvimento de competências é estimulado por meio de encontros periódicos com orientadores. Os estagiários recebem remuneração, seguro-saúde, seguro de vida, auxílio-refeição e auxílio-transporte. Em 2017, a companhia contratou 17 estagiários e efetivou sete deles.

Programa Aprendiz

Dedicado a jovens entre 14 e 24 anos, que estejam cursando o Ensino Fundamental ou Médio, o Programa Aprendiz está de acordo com norma do Ministério do Trabalho. Os aprendizes recebem remuneração, vale-transporte, seguro-saúde, seguro-odontológico, seguro de vida, auxílio-alimentação, auxílio-refeição, folga no dia do aniversário e direito ao uso da academia. Também participam de curso técnico sobre o negócio da Brasilprev.

Jovem Cidadão

Trata-se de uma iniciativa do governo paulista que proporciona aos jovens de até 21 anos, que estejam cursando o Ensino Médio, o ingresso ao mercado de trabalho. Além das atividades profissionais, para complementar sua formação os jovens participam do programa Voluntário Cidadão, em que colaboradores voluntários ministram aulas sobre ética e cidadania, atendimento ao cliente, sustentabilidade, raciocínio lógico, vocação, gerenciamento de conflitos, trabalho em equipe, entre outros assuntos. Em 2017, o grupo era composto por 24 jovens (saiba mais em Sociedade).GRI 413-1 | 103-2 | 103-3

Autogestão de CarreiraGRI 103-2 | 103-3 | 404-3

A Brasilprev estimula seus profissionais a atuarem como protagonista de suas carreiras. Uma das práticas que promove esse movimento é o Ciclo de Desempenho. Dividido em sete fases, ele compreende desde o estabelecimento das metas, passando por diálogos com os gestores até o reconhecimento financeiro por meio do Plano de Participação de Resultados. Com base nele, dele também é definido o Plano de Desenvolvimento Individual, que, atrelado à avaliação final de resultados, incentiva o alto desempenho. Em 2017, a Brasilprev realizou um workshop de autogestão de carreira para seus colaboradores com o intuito de oferecer ferramentas para o processo e ajudá-los a direcionar seu planejamento para os objetivos esperados. Todos os colaboradores efetivos participam anualmente desse processo. No ano passaram pelo Ciclo de Desempenho 100% dos elegíveis.

Remuneração e BenefíciosGRI 401-2 | 103-2 | 103-3

A política de remuneração e benefícios da empresa é baseada nas melhores práticas do mercado e tem como fundamentos a busca, de forma balanceada, por resultados sustentáveis, cultura de alto desempenho e retenção de talentos.

Além da remuneração, os colaboradores contam com um leque de benefícios que vão além daqueles determinados pela legislação e acordos coletivos da categoria. Os benefícios e conveniências visam contribuir para disseminar a importância da educação financeira, do empreendedorismo, da qualidade de vida e da responsabilidade social como atributos para viabilizar projetos de vida.

Entre eles estão o Programa de Assistência ao Empregado (PAE – orientação psicológica, financeira e jurídica), jornada de trabalho flexível, pagamento quinzenal, folga no dia do aniversário, curso para futuros mamães e papais, biblioteca, academia, quadra poliesportiva, churrasqueira e o Espaço Saúde, com vacinação, atendimento de nutricionista, médico, esteticista, acupunturista, entre outros. São ainda realizados check-ups que servem de insumos para a realização de programas de promoção à qualidade de vida.

Como resultado positivo do ambiente de trabalho saudável proporcionado pela companhia destaca-se o número de mulheres que usufruíram da licença-maternidade e mantiveram-se na companhia nos 12 meses seguintes. Entre as 11 mães, 91% permaneceram nas suas atividades. Já entre os homens, 100% dos sete que tiraram licença-paternidade continuaram na empresa 12 meses após seu retorno ao trabalho.GRI 401-3

Sobre a remuneração, a companhia apresenta a seguir a proporção do salário e remuneração das mulheres em relação aos homens:

Proporção do salário e remuneração das mulheres em relação aos homens1 (%) GRI 405-2
  2016 2017
Empregados por categoria funcional Razão mulher/homem (salário-base2) – menor valor Razão mulher/homem
(remuneração média3)
Razão mulher/homem
(salário-base) – menor valor
Razão mulher/homem
(remuneração média)
Estratégico 90,40 90,40 100,63 93,55
Tático 81,45 81,45 94,73 99,90
Especialistas 92,54 92,54 85,85 81,20
Adm/Técnicos 86,52 86,52 97,64 87,06
Estagiário/Jovem Cidadão 126,80 126,84 100 99,37

1. O indicador passou a ser monitorado em 2016 e, por isso, não apresenta dados de anos anteriores.
2. Salário-base: valor fixo e mínimo pago a um colaborador pelo desempenho de suas tarefas.
3. Remuneração: salário-base mais adicionais, como tempo de casa, bonificações, benefícios, horas extras, etc.

As diferenças salariais não estão atreladas a questões de gênero, mas sim ao tempo de casa e em razão da recorrência de reajustes anuais; e a Brasilprev conta com um número maior de homens com mais anos de contrato entre os colaboradores.

Nosso Brasilprev GRI 201-3

Para colocar em prática internamente a sua missão de viabilizar projetos de vida e contribuir para a estabilidade financeira dos colaboradores, a companhia oferece o plano de previdência Nosso Brasilprev. O benefício é disponibilizado na opção contribuição definida e nas modalidades PGBL e VGBL, que proporcionam também condições diferenciadas para filhos de colaboradores na contratação do Brasilprev Júnior.

Além da contrapartida depositada pela companhia – que paga o mesmo valor aportado pelo colaborador –, são ofertadas taxas de administração exclusivas, isenção da taxa de carregamento, pensão ao cônjuge, ao companheiro ou aos dependentes com idade até 21 anos e pecúlio 100% custeado pela empresa.

Ao completar três anos de casa, o colaborador efetivo passa a ter direito a 40% do saldo constituído pela Brasilprev e, a partir de sete anos, a 100%; o valor pode ser utilizado após o desligamento ou para aposentadoria. Em 2017, a contribuição total da Brasilprev ao plano somou R$ 2.946.253, o que representa um depósito mensal médio de R$ 245.521,00, cerca de 15% a mais que o registrado em 2016.

Pesquisa de Clima Organizacional

A avaliação da satisfação dos colaboradores sobre a gestão e o ambiente de trabalho da companhia é obtida por meio da Pesquisa de Clima Organizacional realizada em parceria com a Principal, acionista da Brasilprev.

Anualmente, o público interno é convidado a responder um questionário on-line a fim de analisar aspectos como comprometimento, qualidade de vida, liderança, capacitação e empoderamento – tema incluído no último ano. Um percentual de 96% de colaboradores participou voluntariamente da pesquisa, que registrou média de satisfação geral de 80%, mesmo patamar do ano anterior.

FornecedoresGRI 103-2 | 103-3

A Brasilprev tem como compromisso gerar valor à sua cadeia de fornecedores e atuar de forma com esse público a fim de atuar com base na ética, na transparência e na imparcialidade, bem como primar por uma concorrência leal. Dessa forma, em 2017 a companhia trabalhou na revisão dos processos de seleção, homologação, monitoramento e avaliação de fornecedores, que definiram atributos socioambientais a serem analisados em conjunto com critérios técnico-administrativos e legais para a contratação dos parceiros comerciais. Também foi elaborado um Questionário de Autoavaliação sobre práticas de Compliance e Sustentabilidade que, no fim, resulta no Índice de Desempenho do Fornecedor. A nota obtida pela empresa serve para a tomada de decisão, para disseminar valores e princípios praticados e recomendados pela Brasilprev e também para fomentar boas práticas no mercado.

Nesse sentido, ao longo do ano, um grupo de 41 fornecedores considerados estratégicos foi avaliado sob a ótica de crimes ambientais, eleitorais, contra a administração pública, a fé pública e as ordens tributária e econômica, além de estelionato, falsidade ideológica, fraude, corrupção, evasão de divisas, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, entre outros. Por meio do Índice de Desempenho de Fornecedor são priorizados os fornecedores que adotam práticas alinhadas ao desenvolvimento sustentável. No entanto, 4% de empresas foram identificadas como possíveis geradoras de impactos negativos para a Brasilprev, com as quais serão estabelecidos acordos de melhoria.GRI 414-2

Alinhada a esse trabalho, a companhia também manteve a análise focada em fornecedores com terceiros alocados em suas dependências, atividade realizada desde 2015. Trata-se de um trabalho de monitoramento contínuo desses parceiros que visa ao desenvolvimento de relações duradouras e bem-sucedidas. Da base de 1.253 parceiros comerciais com os quais a empresa estabeleceu negócios no período,2,6% fazem parte desse escopo e continuaram sendo monitorados segundo os recolhimentos legais e o cumprimento das práticas trabalhistas.

Para formalizar o compromisso de boas práticas com os fornecedores, todos os contratos têm cláusulas-padrão que formalizam as diretrizes anticorrupção e sobre responsabilidade social estabelecidas pela companhia. São descritos itens como respeito à legislação trabalhista, direitos humanos, repúdio a práticas de discriminação, respeito às normas de segurança e de medicina do trabalho, entre outras. Do total de 489 contratos firmados em 2017, 100% estavam cobertos por esses aspectos.GRI 412-3

Com o intuito de manter um estreito relacionamento com esses parceiros, a Brasilprev promove anualmente o Encontro com Fornecedores, que, em 2017, na 12ª edição, contou com a participação de 53 representantes de empresas. O evento teve como tema “Colaboração”, apresentou as melhorias realizadas nos processos de gestão de fornecedores, bem como ressaltou a importância do engajamento como forma de geração de valor compartilhado. Os participantes atribuíram 98,4% de satisfação com o evento.

Durante o Encontro também foi lançado o Código de Conduta para Fornecedores. O documento reúne orientações aos fornecedores, seus funcionários e subcontratados, bem como a organizações que tenham interesse em prestar serviços ou fornecer materiais à empresa. Direitos humanos e condições de trabalho, combate à corrupção, prevenção à fraude e à lavagem de dinheiro, além de boas práticas de gestão e sustentabilidade, são alguns dos temas abordados. Aos fornecedores presentes foi solicitada a assinatura do Termo de Compromisso, que expressa ciência sobre o conteúdo do material. Já os novos fornecedores, cadastrados por meio do site da companhia, terão a obrigatoriedade de dar aceite ao material para concluir essa etapa do processo. Para os casos de situações contrárias aos termos estabelecidos no documento, os fornecedores contam com a Linha de Integridade e a Ouvidoria do Fornecedor. A adesão ao Código de Conduta será monitorada ao longo de 2018.GRI 102-16 | 205-2

No encerramento do ano, a Brasilprev mantinha uma cadeia de 160 corretores ativos e 1.232 fornecedores de diversos segmentos, como consultoria, cursos e treinamentos, desenvolvimento de sistemas, logística e serviços de saúde e tecnologia, entre outros, com os quais foram estabelecidos negócios de cerca de R$ 197 milhões.GRI 102-9

Entidades do Setor, Regulador e Governo GRI 102-13

Para fortalecer o posicionamento institucional e estreitar o relacionamento com órgãos reguladores, entidades representativas do setor e da sociedade civil, a Brasilprev criou em 2017 a Diretoria Técnica de Relacionamento Institucional.

Uma de suas atribuições é centralizar o fluxo de informações apuradas no engajamento de colaboradores em comissões técnicas e grupos de trabalho com os principais órgãos do mercado, como a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg), a Superintendência de Seguros Privados (Susep) e a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

A Brasilprev considera estratégica sua participação nesses fóruns, pois eles ajudam a aprimorar regras e bases do mercado e a discutir sobre rumos para o setor, o que impacta diretamente nas atividades e no desempenho da companhia. O envolvimento em discussões como gestão de riscos, maior diversificação de ativos, expansão dos benefícios para o segmento empresarial, além da inclusão de aspectos de sustentabilidade no setor de seguros e previdência, são alguns dos exemplos de contribuições da Brasilprev.

O relacionamento e o fluxo de comunicação com as instituições, assim como com a imprensa e os investidores, são regidos por um normativo interno, que contém diretrizes e define papéis e responsabilidades.

SociedadeGRI 103-2 | 103-3

Líder no mercado de previdência – indústria que administra ativos de longo prazo que contribuem para o desenvolvimento do Brasil –, com mais de R$ 230 bilhões em reservas, a Brasilprev se posiciona como um importante investidor institucional. Nesse contexto, reconhece sua atuação como agente transformador da sociedade e pauta relacionamento pelas seguintes diretrizes:

  • Apoiar iniciativas e projetos sociais que busquem o desenvolvimento sustentável e estejam alinhadas com o contexto operacional do negócio e com a missão da companhia.
  • Dialogar com a comunidade do entorno a fim de contribuir para práticas sustentáveis e relevantes para a região.
  • Contribuir para o cumprimento dos direitos humanos e do trabalho, apoiando a erradicação do trabalho infantil e forçado/compulsório.
  • Incentivar o engajamento dos colaboradores em iniciativas sociais.
  • Disseminar conhecimentos sobre educação financeira, com o objetivo de tornar a população cada vez mais consciente sobre a necessidade de poupança de longo prazo, bem como sobre os produtos e serviços que comercializa, primando por clareza e transparência.

Além disso, subscreve e participa de compromissos e acordos voluntários com instituições e organizações com as quais compartilha princípios e valores (saiba mais em Relacionamento com Stakeholders).

Projetos de Vida na Ponta do Lápis (PVPL)

Preocupada com a importância da educação financeira e da formação de cultura previdenciária, em 2010 a Brasilprev criou, em parceria com a Trevisan Escola de Negócios, o Projetos de Vida na Ponta do Lápis (PVPL). A ação consiste na realização de palestras gratuitas sobre o tema para a sociedade (saiba mais em Formação de Cultura Previdenciária).

Programa de VoluntariadoGRI 103-2 | 103-3

Alinhada à diretriz de incentivar o engajamento dos colaboradores em atividades sociais, a Brasilprev concede até oito horas ao ano para que esse público atue em ações internas e externas durante o expediente. O programa engloba as seguintes iniciativas:

Voluntário Cidadão: os voluntários ministram aulas destinadas aos desenvolvimentos pessoal e profissional dos integrantes com idades entre 16 e 21 anos que atuam na empresa como integrantes do programa Jovem Cidadão. Foram 75 voluntários em 2017, que levaram conhecimento para 24 jovens por meio de 66 aulas com duração de uma hora cada, três vezes por semana.

Horta Comunitária: entre as ações empreendidas pelos colaboradores está a manutenção da Horta Comunitária da companhia, com temperos e chás. Unindo educação ambiental ao engajamento social, os voluntários são responsáveis desde a adubação até a colheita periódica dos itens que são compartilhados internamente.

Campanhas internas: a Brasilprev organiza campanhas internas de arrecadação de produtos para doá-los a instituições parceiras de acordo com a necessidade mapeada pela área de Sustentabilidade, a fim de atender de maneira rotativa ao maior número delas. Em 2017, foram realizadas duas mobilizações para angariar alimentos e presentes de Natal. Ao todo, foram arrecadados 1,6 tonelada de alimentos e 427 brinquedos.GRI 413-1 | 103-2 | 103-3

Projetos Apoiados com Recursos Incentivados

Iniciativas de natureza cultural, esportiva e social também são apoiadas pela Brasilprev por intermédio de mecanismos de renúncia fiscal. A atividade é pautada por diretrizes definidas em políticas, normas e procedimentos internos que visam garantir a transparência, a ética e os resultados planejados entre as partes.

Os projetos sociais têm como foco educação, trabalho, geração de renda e qualidade de vida. Eles receberam aporte em 2017 para desenvolver as atividades em 2018.

Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Condeca) e Fundo Municipal para a Infância e Adolescência de Curitiba (FIA/PR)

Laboratório de Criatividade: renovação do projeto que envolve a criação de um Laboratório de Criatividade para aproximar adolescentes das competências e profissões do século XXI, com o intuito de aumentar suas oportunidades de desenvolvimento. Elaborado pelo Instituto Tellus, em 2017, o laboratório foi montado no Centro Educacional Assistencial Profissionalizante (CEAP), localizado na comunidade de Pedreira, em São Paulo. Em 2018, terão início as aulas, que beneficiarão diretamente 320 adolescentes.

Fábrica de Ideias: desenvolvido pelo Instituto Reciclar, o projeto oferecerá a 60 jovens da comunidade do Jaguaré, em São Paulo, a oportunidade de desenvolvimentos profissional, social e pessoal por meio do apoio à escolha de profissão, evolução de competências socioemocionais, formação técnica e inserção ao mundo do trabalho.

Saúde integral: renovação da parceria com a iniciativa desenvolvida pelo Hospital Pequeno Príncipe, localizado em Curitiba e reconhecido nacionalmente pela qualidade e pela excelência no atendimento pediátrico. O projeto tem como objetivo garantir assistência médica de alta qualidade aos pacientes, fortalecer o vínculo familiar e promover ações educacionais às crianças e seus familiares. Somente em 2017 foram beneficiadas, direta e indiretamente, mais de 100 mil pessoas.

Lei do Idoso

Rede Bem-Estar: também em parceria com o Instituto Tellus, o objetivo do projeto é criar uma plataforma que gere um conjunto de informações para cuidado com o idoso. O novo perfil da população nacional pede ações integradas para garantir um envelhecimento ativo a fim de fortalecer sua importância na sociedade.

Amparo ao Idoso: o apoio ao projeto do Hospital de Câncer de Barretos tem o objetivo de financiar a aquisição de medicamentos de utilização exclusiva em idosos para a oncologia do hospital com o intuito de melhorar a qualidade de vida desses pacientes e curá-los. Além disso, a iniciativa oferece assistência social integral aos pacientes e familiares, reunião de grupo de cuidadores, entre outras atividades de integração.

Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon)

Nutrindo pela Vida: o apoio à Liga Norte Riograndense Contra o Câncer (LNRCC), instituição sem fins lucrativos criada em 1949 na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, busca conjugar atenção oncológica de alto padrão com elevada acessibilidade. Especificamente com esse projeto, busca oferecer atenção nutricional aos mais de 200 pacientes oncológicos em cuidados paliativos, além de cuidadores e/ou familiares.

Estudo epidemiológico e molecular: o desafio do projeto do Hospital A. C. Camargo é aumentar a compreensão das diferentes etapas da formação e da progressão de lesões indicativas de câncer de boca para o desenvolvimento de estratégias de tratamento com maior precisão.

A Brasilprev também apoia projetos que visam proporcionar momentos culturais e esportivos para as famílias com o intuito de promover qualidade de vida ao longo de suas jornadas. Nesse sentido, em 2017 a companhia investiu nas seguintes iniciativas:

Lei Rouanet

Castelo Rá-Tim-Bum – O Musical: levou aos palcos uma adaptação inédita com os principais personagens da consagrada série exibida pela TV Cultura nos anos 90. Mais de 24 mil pessoas assistiram ao espetáculo em São Paulo.

Cinderela Lá Lá Lá (Temporada Infantil Brasilprev no CCBB): o espetáculo fez parte da Temporada Infantil Brasilprev, que reuniu três peças infantis nos Centros Culturais Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte. A famosa história da gata borralheira recebeu mais de três mil espectadores.

Disney On Ice: o espetáculo de patinação no gelo recebeu o patrocínio da Brasilprev pelo oitavo ano e teve como tema o “Festival Mágico no Gelo”. A aventura reuniu os principais personagens da Disney, como Mickey, Minnie, Donald e Pateta; bem como os personagens dos filmes Frozen, Enrolados, A Pequena Seria e A Bela e A Fera. O espetáculo passou por Porto Alegre e Brasília e teve mais de 65 mil espectadores.

Turma da Mônica em Era uma Vez uma História de Príncipes e Princesas: o musical apresentou uma trama com superação de desafios, fortalecimento de laços de amizade e preocupação com a preservação ambiental. Passou pelas cinco regiões do País e atingiu mais de 27 mil pessoas.

Frida e Eu: a exposição, com foco no público infantil, coproduzida pelo Centre Georges Pompidou de Paris, contou sobre a vida e a obra de Frida Kahlo, figura emblemática da arte moderna mexicana. Em cartaz na Unibes Cultural, recebeu mais de 25 mil visitantes em São Paulo e foi eleita uma das 10 melhores exposições no ranking Melhores Eventos 2017, do Guia Folha, na categoria Melhor Evento para Crianças.

A Era dos Games: com curadoria do Instituto Cultural Britânico Barbican Centre, foi apresentada ao Brasil uma mostra inédita sobre os 60 anos de história dos jogos eletrônicos. Percorreu São Paulo e Rio de Janeiro, com público de mais de 117 mil pessoas.

Detetives do Prédio Azul: espetáculo teatral escrito pela mesma autora da série de televisão de nome homônimo, exibida pela TV Cultura e pelo Canal Gloob. A história conta as aventuras de três amigos que se unem para desvendar os mistérios do prédio onde moram e, com isso, promovem uma reflexão sobre a sociedade, as relações de amizade e suas diferenças sociais. A peça está prevista para ser apresentada em 2019.

A Noviça Rebelde: o musical, montado pela primeira vez na Broadway há quase 60 anos, foi baseado no livro autobiográfico “The Trapp Family Singers”, de Maria Augusta Trapp, e já encantou gerações com seus ideais de esperança. A história fala do amor entre a jovem noviça e o capitão viúvo, que é pai de sete filhos, durante a ocupação nazista na Áustria durante a Segunda Guerra Mundial. O espetáculo será apresentado ao longo de 2018.

Lei do Audiovisual

Acontece Lá em Casa: exibido ao longo de 2017, o programa de televisão teve foco nas famílias com filhos entre 0 e 12 anos e trouxe dicas que visam solucionar conflitos domésticos de forma leve e sem estresse. Por meio de técnicas inspiradas em dramatização, o reality show mostrou situações do dia a dia, durante as quais eram feitas intervenções para explicar como resolver algum problema. O programa foi apresentado por uma jornalista especializada em comportamento e uma psicóloga e psicopedagoga.

Lei de Incentivo ao Esporte

Circuito Pedalar: patrocinado pela companhia pelo sexto ano consecutivo, o passeio ciclístico é direcionado a família e tem o objetivo de promover e incentivar ações sustentáveis a fim de reforçar o uso da bicicleta como boa alternativa de mobilidade saudável. Em 2017, envolveu as cidades do Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), Brasília (DF) e São Paulo (SP) e reuniu cerca de 22 mil participantes.

Projetos apoiados por meio de leis de incentivoGRI 201-4
Mecanismo de incentivo Número de
projetos apoiados
Valor investido
(R$ milhões)
2014 2015 2016 2017 2014 2015 2016 2017
Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Condeca) 0 3 1  2 0 2,6 1,6  1,9
Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (Fumcad) 5 0 0 0 1,8 0 0 0
Fundo Municipal para a Infância e Adolescência de Curitiba (FIA/PR)  0 0 1  1 0 0 0,5 0,5
Lei do Idoso 1 1 2 2 1,8 1,5 2,1 2,5
Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) 1 1 0 2 1,8 0,8 0 1,9
Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas/PCD)  0 2 0 0 1,8 0,3 0 0
Lei Rouanet 8 10 7 8 6,0 11,2 7,8  9,5
Lei de Incentivo ao Esporte 2 3 3 1 1,8 2,9 2,3 2,3
Lei Audiovisual* 2 1 1 1 1,3 0,4 0,7  0,2

* Valor remanescente de projeto desenvolvido entre 2016 e 2017.